Saiba mais sobre o COVID-19, principais notícias, números, métodos de prevenção e muito mais. Clique aqui...

79 3044-9011
99973-8688 / 99192-4313
 
 
 WhatsApp
 Imprimir


Polícia
INVESTIGADA POR ENVOLVIMENTO NA MORTE DE EMPRESÁRIO DE POUSADA DE LUXO É TRANSFERIDA PARA A BAHIA
05/04/2022 às 09:58

#SSPInforma

*Investigada por envolvimento na morte de empresário de pousada de luxo é transferida para a Bahia*

_Ela estava custodiada em Aracaju e foi transferida pelas equipes da Polícia Civil da Bahia_

Foi transferida pela Polícia Civil da Bahia a investigada Maqueila Santos Bastos, amiga da mulher investigada pela morte do próprio marido na Bahia. Ela havia sido presa no dia 24 de março no bairro Santos Dumont, em Aracaju, pela Polícia Militar de Sergipe. A decisão judicial que resultou na prisão dela foi motivada pela apropriação indébita de um veículo de luxo. A investigada estava custodiada na 2ª Delegacia Metropolitana (2ª DM), em Aracaju, e foi transferida para Salvador, nesta terça-feira (5).

Ela foi encontrada em Aracaju pela Polícia Militar, que recebeu a informação de que a mulher estava no bairro Santos Dumont, em Aracaju. Diante disso, as equipes foram ao local, a encontraram e deram cumprimento ao mandado de prisão. Com ela, havia um veículo que não tinha sido devolvido à locadora. A investigada e o veículo foram encaminhados à Delegacia Plantonista. 

*Caso*

A vítima, o empresário Leandro Troesch, dono da pousada, foi encontrada sem vida dentro de um dos quartos do local. Ele estava com ferimento provocado por disparo de arma de fogo na cabeça. Em 2021, o empresário havia sido preso e condenado a 14 anos de prisão por crimes de sequestro e extorsão. Neste ano, ele estava cumprindo prisão domiciliar na pousada em que era dono. 

A mulher presa nesta quinta-feira, Maqueila, respondia em liberdade a processos por estelionato e teria feito amizade com Shirley durante a prisão. Ao ser liberada pela Justiça, ela trabalhou na pousada. 

A Polícia Civil da Bahia investiga se ela teve participação na morte de um homem apontado como peça chave na elucidação do crime. A esposa de Leandro, Shirley da Silva Figueiredo, teve prisão decretada no mesmo dia e é considerada foragida da Justiça.

MAIS NOTÍCIAS