Saiba mais sobre o COVID-19, principais notícias, números, métodos de prevenção e muito mais. Clique aqui...

79 3044-9011
99973-8688 / 99192-4313
 
 
 WhatsApp
 Imprimir


Geral
MÚSICO ACUSADO DE MATAR EX-NOIVA CANTORA É ENCONTRADO MORTO EM PRESÍDIO DE ARACAJU
04/06/2022 às 12:08

Músico acusado de matar ex-noiva cantora é encontrado morto em presídio de Aracaju

A informação foi confirmada pela Polícia Militar.

Por Carolina de Morais, Portal A8SE

Valfran Alves dos Santos, acusado de matar a ex-noiva Daniela Lima Cavalcante e incendiar a própria casa, foi encontrado morto no Complexo Penitenciário Antônio Jacinto Filho, em Aracaju, na manhã deste sábado (4). A informação foi confirmada pela Polícia Militar.
Ele teve a prisão temporária convertida para preventiva e encontrava-se detido no sistema prisional há menos de 24h, onde cometeu suicídio por enforcamento. Segundo o Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe), o detento ficou pendurado pela própria camisa na cela em que estava custodiado sozinho.

A direção da unidade acionou uma equipe de enfermagem para prestar assistência, sendo realizado uma reanimação cardiopulmonar por cerca de 10 minutos, sem êxito. O óbito foi constatado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O Instituto Médico Legal também esteve no local para recolhimento do corpo.

O caso está sendo investigado como feminicídio pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde ele havia prestado depoimento e confessou a autoria dos crimes.
Feminicídio
Daniela Lima tinha 42 anos, trabalhava como motorista de aplicativo e era vocalista da Banda Flor Cigana, onde conheceu seu companheiro. O casal estava em processo de separação, mas Valfran Alves não aceitou o término do relacionamento. Na ocasião do crime, os dois teriam marcado um encontro no posto de combustíveis localizado no Bairro Atalaia, Zona Sul da capital.

Segundo o Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur), o homem conversou com a mulher dentro do carro dela por volta de 20 minutos quando efetuou um disparo e saiu em outro veículo com destino à residência onde morava, que foi incendiada por ele. A ação foi registrada por câmeras de segurança do estabelecimento.

O acusado foi localizado com um revólver calibre .38 escondido em um tonel no fundo da casa parcialmente destruída pelas chamas. "O autor é uma pessoa cristã, conhecido na região e não levantava suspeita. Os vizinhos jamais imaginariam que ele teria coragem de fazer isso", disse o comandante da BPTur, Jorge Cirilo.
Daniela Lima deixou quatro filhos do primeiro casamento. 

O corpo foi sepultado no Cemitério Cruz Vermelha, onde foram prestadas as últimas homenagens.

MAIS NOTÍCIAS